NotíciasPolítica

Por que Bolsonaro abandonou a entrevista na Jovem Pan

O combinado não foi cumprido

O presidente Jair Bolsonaro levantou-se da cadeira e encerrou abruptamente a entrevista que concedia ao programa Pânico, da Jovem Pan, porque, nos entendimentos prévios, o apresentador Emílio Surita prometeu que o humorista André Marinho não participaria da conversa. O combinado não foi cumprido. Deu no que deu.

Entenda o caso

Na quarta-feira 27, o presidente Jair Bolsonaro foi entrevistado pelo programa Pânico, na Jovem Pan, e se irritou com uma pergunta de André Marinho. O humorista é filho de Paulo Marinho, que apoiou o presidente na campanha de 2018 e hoje é seu desafeto.

Em dado momento, Marinho pergunta ao presidente: “Rachador tem que ir pra cadeia ou não?” Bolsonaro respondeu: “Ô, Marinho, você sabe que eu sou presidente da República. Eu respondo sobre meus atos, tá ok? Então não vou aceitar provocação tua”. E seguiu: “O teu pai é o maior interessado na cadeira do Flávio Bolsonaro! Não vou discutir contigo!” (Paulo Marinho é suplente de Flávio no Senado).

Mais adiante, depois de uma intervenção de Adrilles Jorge, Marinho insistiu: “Você só vai responder pergunta de bajulador?”, quis saber de Bolsonaro. Jorge não gostou e começou a discutir com o humorista. Bolsonaro levantou-se e deixou o programa.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.