Notícias

Na Jovem Pan, Amanda Klein é criticada por usar vermelho

Comentarista foi acusada de ser uma defensora do ex-presidente Lula

Nesta quinta-feira (28), a comentarista Amanda Klein, da Jovem Pan, trocou farpas com seu colega de emissora José Carlos Bernardi, durante um debate sobre declarações feitas pelo ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB). Amanda chegou a ser criticada por utilizar uma roupa vermelha no programa.

A polêmica teve início com a carta escrita por Jefferson, com críticas ao presidente Jair Bolsonaro e a seu filho, o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ). O presidente nacional do PTB afirmou que eles estavam “viciados em dinheiro público”.

Após a notícia, Bernardi comentou as declarações e disparou críticas a Roberto Jefferson.

– Jefferson é um homem controverso, né? Tem aí passagens pela política e pela polícia. Ele tem um histórico de defender governos; no entanto, ele racha com o PT [Partido dos Trabalhadores] em 2005, 2006 porque ele não recebeu o “quinhãozinho” que ele queria lá, no Mensalão […] Quem é mesmo o viciado por verba pública? Ora, o PTB [Partido dos Trabalhadores do Brasil], do qual Roberto Jefferson é presidente, recebe mais de um milhão e meio de reais por mês, por ter ali nove deputados federais na Câmara dos Deputados. E, convenhamos, o PTB agora está sob a direção de Graciela Nienov, [que] até cirurgia bariátrica andou fazendo com dinheiro do partido – destacou.

Na sequência, foi a vez de Amanda falar e disparar críticas aos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

– Interessante como os bolsonaristas não tardam em jogar no mar os seus aliados que eram até [aliados], não sei, até ontem, horas atrás […] Mas o que está por trás dessa disputa são partidos do centrão disputando a noiva mais cobiçada, que nesse caso é o presidente Jair Bolsonaro. Então, agora, ele [Bolsonaro] dá declarações e demonstrações de que pode ir para o PP [Progressistas] ou PL [Partido Liberal], que são seus principais aliados, seu arcabouço ali do centrão, e pode se filiar a um desses dois partidos para concorrer à eleição do ano que vem […] Mas, nessa mesma data, ele [Jefferson] indica que “eventualmente poderemos apoiar o Bolsonaro num segundo turno”. Então, bate em uma mão e afaga com a outra, mas o que está por trás disso tudo é uma disputa de partidos do centrão pela filiação do presidente Bolsonaro – ressaltou.

Bernardi então retomou a palavra e alfinetou a colega de emisssora, o que iniciou uma discussão.

– Você me chama de bolsonarista; então, eu tenho a liberdade de te chamar de lulista […] Inclusive, você tá vestida a rigor. Deve ter pego esse modelito aí com a Dilma, esse modelito vermelho que você tá usando hoje – apontou.

Após as críticas sobre a cor de sua roupa, Amanda Klein rebateu.

– É só uma cor, Bernardi. É só uma cor, viu? Menos! Bonita, né? Fica boa no vídeo – disse.

José Carlos Bernardi, no entanto, voltou a criticar o vermelho.

– É uma cor que tá na bandeirinha da China. Você combinou perfeitamente – afirmou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.