NotíciasPolítica

Forças Armadas não cumpririam eventuais ordens absurdas, afirma Bolsonaro

Declaração do presidente da República foi proferida durante cerimônia alusiva aos mil dias de seu governo

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 27, durante cerimônia alusiva aos mil dias de seu governo, que as Forças Armadas não cumpririam eventual “ordem absurda” emitida por ele.

“As Forças Armadas estão ao meu comando, sim”, declarou o chefe do Executivo federal. “Se eu der uma ordem absurda, elas cumprirão? Não. Nem as minhas nem as de governo nenhum. As Forças Armadas têm de ser tratadas com respeito.”

“Quando criaram a pasta da Defesa, em 1999, não foi por necessidade militar; foi por imposição política, para tirar os militares deste prédio [Palácio do Planalto]”, disse Bolsonaro.

O presidente lembrou ainda das críticas que sofreu por escolher militares para o exercício de cargos importantes no governo. “Sim, é verdade; é meu círculo de amizade”, afirmou. “Assim como de outros presidentes foram outras pessoas, era o círculo de amizades deles.”

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.