NotíciasPolítica

Eduardo B. chama de ‘Bobo’ quem acreditou em gabinete do ódio

Declaração foi dada pelo deputado durante entrevista a Luís Ernesto Lacombe

Nesta segunda-feira (27), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) concedeu uma entrevista ao jornalista Luís Ernesto Lacombe, da RedeTV!, onde falou sobre a existência de um suposto ‘gabinete do ódio’. De acordo com ele, o grupo nunca existiu e “bobo” foi quem acreditou na história.

Criticado pela oposição ao governo, o chamado gabinete do ódio seria formado por assessores do governo com o objetivo de coordenar ações de comunicação nas redes sociais e em aplicativos de mensagem. O termo se popularizou em 2019, na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News.

Apesar de ser investigado em inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Eduardo afirmou que o gabinete não existe.

– Gabinete do ódio nunca existiu, bobo é quem acreditou nisso daí. Vamos sair mais fortes para nossa luta – apontou.

Ao ser questionado sobre uma suposta ligação dele e de seus irmãos, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), com esse gabinete, Eduardo disse que não pode permitir aos opositores que prejudiquem a comunicação de integrantes do governo.

-A reação que podemos dar é não se curvar a essas pessoas para não nos tolher nas nossas comunicações (…) Não tem nada de criminoso, mas vai servir de combustível para a esquerda falar de gabinete do ódio e disparo em massa no WhatsApp – explicou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.