Notícias

Leite rebate Doria sobre suspeita em prévias: ‘Não é choro, chamo de ética’

Aliados do governador gaúcho acusam Doria de ter filiado prefeitos e vice-prefeitos do interior paulista fora do prazo regimental

A menos de um mês do primeiro turno das prévias do PSDB que vão definir o indicado do partido para a disputa da Presidência da República em 2022, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, reagiu às declarações do adversário João Doria (SP) em relação às suspeitas envolvendo uma suposta fraude no diretório paulista do partido.

Aliados de Leite acusam Doria de ter filiado prefeitos e vice-prefeitos do interior paulista fora do prazo estabelecido pelo regimento do partido, para que os novos integrantes pudessem votar nas prévias. Uma resolução interna determina que apenas filiados até o dia 31 de maio de 2021 podem participar das prévias. Doria ironizou Leite e o acusou de estar “chorando” antecipadamente.

O presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, anunciou a suspensão das 92 filiações da lista de inscritos para as prévias. Uma comissão criada para definir as regras da disputa interna da legenda analisará as filiações caso a caso.

“É um episódio lamentável, mas a decisão tomada demonstra que as provas são muito fortes e espero que sejam tomadas as devidas providências”, afirmou o governador gaúcho. “Não tem choro, não tem tentativa de manchar nada. Pelo contrário: democracia é o império das regras do jogo para que possamos conviver entre as diferenças. Não chamo isso de choro, chamo de ética.”

Além de Leite e Doria, o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio também participará das prévias tucanas, mas sem chances de vitória. A indicação está mesmo entre os dois governadores.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.