Notícias

Atraso para marcar sabatina de Mendonça está ‘insustentável’, diz líder do governo no Senado

Definição da data é responsabilidade de Davi Alcolumbre, presidente da CCJ

O líder do governo no Senado Federal, Fernando Bezerra (MDB-PE), afirmou que está “insustentável politicamente” a demora em relação à definição de uma data para a sabatina do ex-advogado-geral da União (AGU) André Mendonça.

“Eu acho que o tempo dessa espera acabou, então agora ele [senador Davi Alcolumbre] está sob muita pressão, tem até a possibilidade de decisão do STF, precisa mexer uma pedra, tem que marcar a data”, declarou.

Mendonça foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) em julho deste ano. Contudo, como Alcolumbre é presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, fica sob a responsabilidade dele estabelecer o dia da sabatina do ex-AGU.

Desde a última semana, senadores pressionam Alcolumbre, Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Jorge Kajuru ingressaram com uma ação no STF, na tentativa de que a Corte obrigue o presidente da CCJ a pautar a sabatina.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.