Vídeo: Comemoração da esquerda termina em vandalismo em Paris

Grupos que se intitulam antifascistas entraram em confronto com a polícia; agentes usaram gás lacrimogêneo para repelir os atos de vandalismo
Comemoração Da Esquerda Termina Em Quebradeira Em Paris Comemoração Da Esquerda Termina Em Quebradeira Em Paris
Reprodução/ Redes Sociais

Grupos que se intitulam antifascistas entraram em confronto com a polícia; agentes usaram gás lacrimogêneo para repelir os atos de vandalismo

Neste domingo, 7 de julho, milhares de manifestantes se aglomeraram na Place de la République, no coração de Paris, na sequência das projeções que indicavam a vitória do bloco de esquerda “Nova Frente Popular” nas eleições legislativas francesas.

Grupos autodenominados “antifascistas” entraram em conflito com as forças policiais francesas. O povo francês tomou as ruas para celebrar a derrota do Rassemblement National (RN), liderado por Marine Le Pen e Jordan Bardella, que acabou se classificando em terceiro lugar.

Numerosos manifestantes, vários com capuzes, começaram a causar destruição nas ruas adjacentes. A polícia foi acionada e empregou gás lacrimogêneo para conter os atos de vandalismo.

Fotos e vídeos compartilhados nas plataformas digitais também exibem bombeiros combatendo chamas iniciadas por manifestantes. Além disso, há evidências de grupos atirando coquetéis molotov contra os oficiais de polícia de Paris.

A coalizão de esquerda Nova Frente Popular (NFP), como noticiamos, tornou-se o maior bloco parlamentar após as eleições legislativas de hoje.

De acordo com o instituto Ipsos, a aliança terá aproximadamente 184 assentos. Logo atrás, a coalizão do presidente Emmanuel Macron, com aproximadamente 156 assentos e o anteriormente favorito Rassemblement National (RN), de Marine Le Pen, com até 141 deputados.

Nenhum dos acordos conseguiu a maioria absoluta de 289 legisladores, sinalizando a necessidade de pactos para o próximo governo.


1 comments
  1. A França não é mais dos franceses. A Europa inteira vai amargar com o clietelismo promovido pela esquerda. O mesmo que já está acontecendo no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *