NotíciasPolíticaPolítica

“Uma barbaridade”, critica Bolsonaro após TSE suspender monetização de canais de direita

O presidente Jair Bolsonaro criticou a decisão do corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

O presidente Jair Bolsonaro criticou a decisão do corregedor do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luis Felipe Salomão, que suspendeu a monetização de canais de direita por criticas ao sistema eleitoral.

Em entrevista à Rádio Capital Notícia, de Cuiabá, Bolsonaro afirmou que Salomão e o ministro do Supremo Tribunal Federal (TSE), Alexandre de Moraes, estão fazendo “uma barbaridade”.

“Não pode um ministro do Supremo, no caso Alexandre de Moraes, ele abrir um inquérito, ele investiga, ele julga, ele prende. Não tem a participação do Ministério Público, nada. Ele abriu agora um inquérito das fake news sobre a minha pessoa. Vai fazer diligência? Vai fazer uma busca e apreensão na minha casa? Vai me sancionar nas redes sociais?”, indagou o presidente.

“Ele está fazendo uma barbaridade com o ministro do TSE, o senhor Salomão, que resolveu, numa canetada, mandar desmonetizar certas páginas de pessoas que tem criticado a falta de transparência no voto”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.