Notícias

Senadores pedirão a Pacheco que paute sabatina de Mendonça

Medida será tratada como uma questão de ordem

Já fazem 90 dias desde a indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF), mas até agora a sabatina do pastor está travada pelo presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre. Indignados com a demora, senadores devem pedir que a análise seja pautada diretamente no plenário da Casa.

De acordo com o colunista Igor Gadelha, do Metrópoles, o pedido será feito pelos senadores Esperidião Amin e Álvaro Dias ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. A medida será tratada como uma questão de ordem.

Os senadores que apoiam a indicação de Mendonça argumentam que a Constituição Federal não exige que a sabatina de indicados ao STF seja feita em comissão do Senado e que o regimento interno da Casa estipula que proposições sejam votadas na CJJ em até 20 dias.

Pacheco já demonstrou diversas vezes insatisfação com a demora para análise do indiciado de Bolsonaro, já Alcolumbre, por outro lado, revelou a aliados que pretende segurar a sabatina até 2023, o que, na prática, acarretaria a perda da validade da indicação, deixando a vaga do STF para ser ocupada pelo gestor do próximo mandato presidencial.

Um pedido para obrigar Alcolumbre a pautar a sabatina de Mendonça foi feito diretamente ao STF, no entanto o ministro Ricardo Lewandowski rejeitou a solicitação.

Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (13) que segue esperando pela análise e acusou o presidente da CCJ de agir “fora das quatro linhas da Constituição”.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.