Notícias

Se André Mendonça não passar, novo nome para o STF também será evangélico, garante Bolsonaro

‘Eu acho que o André vai dar certo’, disse o presidente

Em entrevista à Jovem Pan nesta segunda-feira, 27, o presidente Jair Bolsonaro disse acreditar que o Senado vai aprovar o nome do ex-ministro da Justiça André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal, mas garantiu que, caso isso não ocorra, o novo indicado também será evangélico.

“Espalham boatos de que eu estaria trabalhando contra o André, não tem cabimento, eu indiquei o cara para lá. E, se sair o André? No compromisso que eu fiz junto aos evangélicos, será outro evangélico. Eu acho que o André vai dar certo”, pontou.

“O que eu quero de um ministro do STF, basicamente? As pautas de costumes, a questão da economia, nós estamos aí com o marco temporal, estamos conversando com o Fux a questão de precatórios, essas questões todas abalam a economia do Brasil”, disse.

“O que alguns batem no André? Ah, tem posições, no passado, em acordos de leniência, a questão de Lava Jato, etcetera. Ele fazia o papel dele naquele momento”. O nome de Mendonça ainda não foi analisado por decisão do presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que é contra a indicação.

Kassio Nunes Marques

Bolsonaro disse sofrer “pressões por todos os lados” como se ele mandasse no voto do ministro Kassio Nunes Marques, que foi indicado por ele ao Supremo Tribunal Federal.

“Continuou conversando com ele, uma vez por mês, às vezes duas, tomamos uma tubaína lá, ele toma a cerveja dele. Assim como eu falei para o André Mendonça: ‘Se você for para o Supremo, além de toda terça-feira tu abrir a sessão com uma oração, uma vez por mês vem almoçar com a gente aqui, para não perder o contato’”, pontuou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.