PT pretende aumentar o IPTU e o ISS para bancos, redes e cadeias de lojas

Partido lança cartilha eleitoral para prefeitos e vereadores visando eleições de 2024
Gleisi Gleisi
Foto: Ichiro Guerra / PT

Partido lança cartilha eleitoral para prefeitos e vereadores visando eleições de 2024

O Partido dos Trabalhadores (PT) iniciou a distribuição de uma cartilha contendo propostas de governo para seus postulantes a prefeito e vereador nas eleições de 2024. Entre as recomendações, salienta-se o incremento das alíquotas do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto sobre Serviços (ISS) para certos segmentos da economia.

O Núcleo de Acompanhamento de Políticas Públicas da Fundação Perseu Abramo foi responsável pela criação do caderno. Este núcleo faz parte de uma ala dentro da sigla petista. O manual, com 140 páginas, propõe temas para as áreas de saúde, educação, finanças e segurança pública.

Algumas das sugestões do PT para seus candidatos nas eleições de 2024

O PT sugere principalmente o aumento das alíquotas do IPTU e do ISS para grandes redes, cadeias e bancos. Este processo deve ser implementado com o excesso resultante da diminuição das respectivas porcentagens das pequenas e microempresas.

No que diz respeito à tributação, o PT propõe o uso do IPTU progressivo como meio de assegurar o acesso a terra de qualidade. Esse método aumenta o imposto baseado no tamanho do imóvel, na área e também no objetivo da construção. O partido almeja aumentar a taxação para aqueles que não constroem, com o objetivo de diminuir a “ociosidade de terras urbanas”.

O Imposto Sobre Serviço, conhecido como ISS, é uma cobrança aplicada a empresas e profissionais autônomos. Essa é uma das mais importantes taxas na esfera municipal.

Confira outras pautas governamentais do PT para prefeitos e vereadores:

  • uso obrigatório de câmeras nos agentes da Guarda Civil Metropolitana;
  • acolhimento institucional de pessoas vulneráveis. Tal grupo envolve usuários de drogas e moradores de rua;
  • benefícios para classe de pessoas em vulnerabilidade temporária (ex-presidiários, por exemplo);
  • alimentação vegana e vegetariana na merenda escolar, hospitais e órgãos de assistência social das cidades;
  • criação de um banco em municípios com mais de 50 mil habitantes;
  • incentivo de políticas públicas com a comunidade LGBT; e
  • apoio a sindicatos e organizações trabalhistas na luta contra a desigualdade no mercado de trabalho.

1 comments
  1. Mais um golpe desses vermes na população ! Só que o povão já está provando do desgoverno do luladrão e não vai eleger esses parasitas! O País vai dar a maior goleada nesses pilantras e nos que apoiam esses ladrões! Não serão eleitos nenhuma dessas pragas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *