Professoras enviam fotos de lingerie e propõem encontros a adolescente

Departamento de Polícia está investigando a história para saber se as professoras cometeram algum crime
As Docentes Decidiram Sair Da Escola As Docentes Decidiram Sair Da Escola
Reprodução

Departamento de Polícia está investigando a história para saber se as professoras cometeram algum crime

Alexsia Saldaris e Jennifer Larson, professoras da Joseph Craig High School em Janesville, Wisconsin, nos Estados Unidos, renunciaram após serem descobertas tentando aliciar um de seus alunos com “fotos sensuais” através do Snapchat. Além disso, as educadoras também são acusadas de tentar ter relações sexuais com o adolescente.

As pesquisas indicam que o convite foi feito entre os dias 7 e 9 de abril, período em que uma excursão escolar aconteceu. Saldaris admitiu que beijou o estudante durante a viagem, após ter compartilhado cinco imagens de lingerie.

A professora Larson admitiu ter trocado mensagens com o jovem, além de ter compartilhado abraços, flertado e consumido bebidas alcoólicas.

Ambas as professoras mostraram interesse em um encontro sexual a quatro, ao ponto de questionarem o jovem se ele tinha um amigo que poderia se juntar ao “grupo”.

Durante a viagem, Saldaris permitiu que o aluno dirigisse a van da escola ao lhe entregar a chave. Tudo saiu completamente do controle quando Larson decidiu reportar a situação ao diretor, denunciando sua colega.

Alexsia tomou conhecimento da acusação e mandou um recado para o jovem, desmarcando a nova reunião que teriam no final de semana e afirmou que o “relacionamento” tinha que acabar.

Saldaris viu sua situação piorar após outra professora denunciá-la. No dia 11 de abril, alunos mostraram à docente fotos da colega dela usando apenas lingerie.

No contexto apresentado, o diretor convocou todos os colaboradores da instituição educacional e Saldaris confessou. Larson também admitiu seu envolvimento no flerte. Como consequência, ambas solicitaram uma licença administrativa, o que culminou em suas demissões algumas semanas mais tarde.

Agora, o Departamento de Polícia de Janesville está investigando a história para saber se as professoras cometeram algum crime.


1 comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *