PF indicia Bolsonaro no caso das joias sauditas

Ex-presidente Jair Bolsonaro é indiciado pela Polícia Federal no inquérito das joias sauditas
Bolsonaro Bolsonaro
Reprodução TV Brasil

Ex-presidente Jair Bolsonaro é indiciado pela Polícia Federal no inquérito das joias sauditas

Nesta quinta-feira (04), a Polícia Federal (PF) decidiu indiciar o ex-presidente (PL) no inquérito das joias sauditas. A investigação apurou se Bolsonaro e ex-assessores se apropriaram e venderam joias milionárias dadas de presente durante seu mandato presidencial.

Bolsonaro foi indiciado por associação criminosa, lavagem de dinheiro e apropriação de bens públicos. O ex-presidente sempre negou irregularidades. Além dele, foram indiciados:

  • – José Roberto Bueno Júnior (ex-chefe de gabinete do Ministério de Minas e Energia)
  • – Julio Cesar Vieira Gomes (ex-secretário da Receita Federal)
  • – Marcelo da Silva Vieira (ex-chefe do setor de presentes de Bolsonaro)
  • – Marcos André dos Santos Soeiro (ex-assessor do ex-ministro de Minas e Energia)
  • – Mauro Cesar Barbosa Cid (ex-ajudante de ordens de Bolsonaro)
  • – Fabio Wajngarten (ex-chefe da Secom e atual advogado de Bolsonaro)
  • – Frederick Wassef (advogado de Bolsonaro)
  • – Marcelo Costa Câmara (ex-ajudante de ordens de Bolsonaro)
  • – Mauro Cesar Lourena Cid (general do Exército e pai de Mauro Cid)
  • – Osmar Crivelatti (ex-ajudante de ordens de Bolsonaro)

A conclusão do inquérito marca o momento em que a Polícia Federal determina os responsáveis pelos crimes cometidos, especificando os delitos ocorridos. O relatório final, contendo as conclusões e detalhes sobre os indiciamentos, foi remetido ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), , relator do processo.

Agora, o caso será encaminhado por Alexandre de Moraes à Procuradoria-Geral da República (PGR), que avaliará os resultados e determinará se existem provas suficientes para pedir o indiciamento de Bolsonaro, ou se serão necessárias mais investigações.


1 comments
  1. A Gestapo (banda podre da PF) do cabeça de ovo aprontando mais uma a mando dos canalhas do judiciário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *