MundoNotíciasPolítica

Na ONU, Bolsonaro diz que ‘extirpou corrupção na íntegra’

Bolsonaro abriu a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, como é tradição

O presidente da República e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), abriu nesta terça-feira (20) a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, onde aproveitou o discurso tradicional para fazer um balanço do seu governo. Entre temas que foram das ações em defesa ao agronegócio e reações para manter a economia do país, Bolsonaro afirmou que seu governo colocou fim à corrupção no Brasil. Esse é o último discurso de Bolsonaro na ONU como presidente do Brasil no atual mandato.

“No meu governo, extirpamos a corrupção sistêmica que existia no país. Somente entre o período de 2003 e 2015, onde a esquerda presidiu o Brasil, o endividamento da Petrobras por má gestão, loteamento político e desvios chegou à casa dos US$ 170 bilhões”, afirmou.

Bolsonaro chegou à ONU depois de ter ido ao Reino Unido, onde participou das cerimônias de despedida da rainha Elizabeth II.

Sem citar nomes, o presidente da República fez referência ao seu opositor direto na campanha, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “O responsável por isso foi condenado em três instâncias por unanimidade. Delatores devolveram US$ 1 bilhão e pagamos para a bolsa norte-americana outro bilhão por perdas de seus acionistas. Esse é o Brasil do passado”, disse em discurso.

Das 11 acusações mais conhecidas de que Lula foi alvo da Justiça durante o período em que foi presidente da República, o petista só conseguiu ser absolvido em três, isso porque faltaram provas. As demais todas se incluem nos casos de arquivamentos, erros processuais ou foram suspensas.

Bolsonaro pede ingresso na OCDE

Em seu discurso, o presidente da República afirmou que a política econômica desenvolvida no Brasil  é fruto de uma “abrangente pauta de privatizações e concessões”, com ênfase na infraestrutura. Ele também afirmou que o país está atuando para o ingresso na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“Coroando todo esse esforço de modernização da economia brasileira, estamos avançando, a passos largos, para o ingresso do Brasil como membro pleno da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, a OCDE”, disse.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.