NotíciasPolítica

Moraes disputa vaga de professor titular da USP e apresenta tese sobre golpismo

Ministro do STF compara desinformação na internet com práticas nazi-fascistas e alerta sobre perigos das milícias digitais

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, propôs uma teoria sobre “golpismo” e “milícia digital”.

Moraes tem a intenção de disputar um posto de professor titular na Faculdade de Direito. Atualmente, ele detém a posição de docente associado da USP, com uma carga de trabalho em tempo parcial. Ele representa o único concorrente para a vaga na área de Direito do Estado.

O título do trabalho apresentado à universidade, conforme o documento, é “Direito eleitoral e o novo populismo digital extremista: liberdade de escolha do eleitor e a promoção da democracia”.

Desinformação e plataformas digitais são citadas na tese de Moraes na USP

Em um momento específico da peça, Moraes traça um paralelo entre a desinformação na internet e as táticas nazistas. Ele observou: “O novo populismo digital extremista evoluiu na utilização dos métodos utilizados pelos regimes ditatoriais que chegaram ao poder no início do século 20 — regimes nazista e fascista —, com aprimoramento na divulgação de notícias fraudulentas”, observou.

Posteriormente, o magistrado do STF, que também ocupa a presidência do Tribunal Superior Eleitoral, argumentou a favor da responsabilização dos provedores, devido ao conteúdo disseminado nas plataformas.

“Não é crível, portanto, e especialmente após as eleições de 2022 e a tentativa golpista de 8/1/2023, que os provedores de redes sociais e de serviços de mensageria privada não tenham total consciência de sua instrumentalização por diversas milícias digitais – a serviço do novo populismo digital extremista – para divulgar, propagar e ampliar inúmeras práticas ilícitas nas redes sociais”, diz trecho da tese. “Inclusive, no gravíssimo atentado ao Estado Democrático de Direito e na tentativa de destruição do Poder Judiciário, em especial, do Supremo Tribunal Federal, do Congresso Nacional e do Palácio do Planalto.” As informações são da Revista Oeste.

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Está preparando uma suposta perda do glorioso cargo que ora ocupa. Quem tem “uc”,tem medo. Antes prevenir, que remediar,convenhamos.

  2. Tenho certeza se ele apresentasse a tese de ditadura e supressão da liberdade de expressão e perseguição política ele se sairia melhor, mas como ele não concorre com ninguém né? mas temos que levar em conta que ele nunca foi brilhante em nada só chegou ao mais alto cargo no país como mandatário, sim pq o stf é o que manda e desmanda no país principalmente qdo do interesse de alguns é melhor sem um só voto, aliás tem sim uns votos dos padrinhos e cupinchas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo