JustiçaNotícias

Justiça arquiva investigação contra Anderson Torres

Justiça do Distrito Federal arquiva processo contra ex-ministro Anderson Torres por supostas irregularidades em plantel de aves

A decisão da Justiça do Distrito Federal foi de arquivar o caso contra Anderson Torres, ex-secretário de Segurança Pública do DF e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública. O processo estava ligado a alegadas irregularidades num plantel de aves mantido em sua residência.

Torres e sua mãe, Amélia Gomes da Silva Torres, eram acusados de adulteração de anilhas das aves, maus tratos e falsidade ideológica.

Em 2023, o Ibama e o Ibram apreenderam 55 aves do criadouro de Torres, que estavam sob custódia do Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres). Algumas aves morreram desde então.

O magistrado substituto da 10ª Vara Federal de Justiça aceitou as alegações do Ministério Público Federal, que argumentou que, dado que Torres estava encarcerado durante as inspeções, não se pode concluir que os maus-tratos foram cometidos por ele. O MPF também enfatizou a ausência de evidências de que Torres estava ciente da manipulação das anilhas.

O processo contra a mãe de Torres também foi arquivado. O caso envolveu espécies como bicudos, canários-da-terra e curiós.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo