EconomiaNotíciasPolítica

Guedes: Brasil vai crescer mais do que países do G7 em 2022

Ministro argumenta que investimento privado está puxando o processo de recuperação da economia brasileira

O ministro da Economia Paulo Guedes declarou na última quarta-feira, 14, que espera que o Brasil encerre 2022 com crescimento superior ao de países do G7. A expectativa do integrante do governo federal é de que o país consiga alta de 3% no Produto Interno Bruto (PIB).

O G7 é um bloco que reúne as economias mais fortes do mundo e atualmente conta como integrantes a Alemanha, o Canadá, os Estados Unidos, a França, a Itália, o Japão e o Reino Unido. A China não faz parte do grupo em razão de divergências políticas.

Na avaliação de Guedes, o investimento privado está puxando o processo de recuperação da economia brasileira. O ministro comentou o momento da conjuntura econômica internacional durante participação no congresso Latam Retail Show 2022, do setor de varejo, em São Paulo.

“O Brasil já está voando de novo e temos R$ 900 bilhões em investimentos contratados aos próximos dez anos. O Brasil está condenado a crescer. Este ano, possivelmente, o Brasil vai ter inflação inferior à dos Estados Unidos. O crescimento do Brasil será maior do que o dos países-membros do G7”, afirmou.

Sem citar valores, Paulo Guedes também manifestou que o governo vai registrar em 2022 o primeiro superávit primário nas contas públicas nos últimos 13 anos. Adicionalmente, o ministro disse que a projeção é de que os recentes aumentos de arrecadação sejam compartilhados com a população por meio da queda de impostos.

No evento, Guedes também rebateu a versão de que o Brasil está em crise econômica e de que o governo pratica um populismo fiscal. “Não vamos nos intimidar com a conversa de que tem crise, de populismo fiscal. Não há razão nenhuma para levar pessimismo ao ano que vem”, disse o ministro.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.