Governo Lula pagou menos de 15% dos recursos prometidos para o Rio Grande do Sul

Apenas R$ 13,5 bilhões foram destinados ao Estado
Lula, Ao Lado De Paulo Pimenta, Anuncia Medidas Para O Rio Grande Do Sul Lula, Ao Lado De Paulo Pimenta, Anuncia Medidas Para O Rio Grande Do Sul
Lula, ao lado de Paulo Pimenta, anuncia medidas para o Rio Grande do Sul | Foto: Ricardo Stuckert/PR

Apenas R$ 13,5 bilhões foram destinados ao Estado

Apenas 15% (R$ 13,5 bilhões) dos mais de R$ 90 bilhões que foram prometidos pelo governo Luiz Inácio da Silva para o Rio Grande do Sul foram enviados. Esses recursos seriam utilizados para a recuperação do Estado após as intensas inundações que lhe afetaram até o mês anterior.

A distribuição da verba se dá entre “novos recursos”, antecipação de benefícios ou adiamento de tributos. Levando em conta os “novos recursos”, somente 4% foram alocados ao Estado.

A administração de Lula comunicou que está direcionando os fundos apropriados para as necessidades do Rio Grande do Sul e suas cidades. A assessoria da Casa Civil afirmou: “Não faltaram recursos do governo federal, que sempre esteve disponível e em diálogo com o governo do Estado e com os municípios desde o momento mais crítico do desastre até agora”.

A tragédia no Rio Grande do Sul

As precipitações intensas que ocorreram no Rio Grande do Sul de fim de abril a início de maio impactaram 478 das 497 cidades do Estado. Conforme a Defesa Civil, mais de 2 milhões de pessoas foram atingidas e 179 perderam a vida até o dia 27 de junho.

O Lago Guaíba, localizado em Porto Alegre, quase ultrapassou a marca de inundação de 3,6 metros, atingindo 3,47 metros. Devido a uma intensa frente fria, com temperaturas esperadas entre 6ºC e -4ºC, outros rios como o dos Sinos, Caí e Gravataí, situados em São Leopoldo, Feliz e Gravataí, também se encontram em estado de alerta. As informações são da Revista Oeste.


2 comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *