JustiçaNotícias

Filho De Lula quebra o silêncio e reponde as Acusações De Agressão Em Relacionamento

Luís Cláudio responde a acusações através de nota divulgada por sua advogada

O filho caçula do presidente Luiz Inácio da Silva, o empresário Luís Cláudio Lula da Silva, recentemente fez uma declaração após ser acusado de agressão física e psicológica por Natália Schincariol, com quem tinha um relacionamento estável. A denúncia foi registrada pela médica de 29 anos na Polícia Civil de São Paulo, na última terça-feira (2/4).

Em resposta às acusações, Luís Cláudio, por meio de sua advogada Carmen Tannuri, divulgou uma nota à imprensa.

“Tomamos conhecimento das fantasiosas declarações que teriam sido proferidas pela médica, atribuindo ao nosso cliente inverídicas e fantasiosas agressões, cujas mentiras são enquadráveis nos tipos dos delitos de calúnia, injúria e difamação, além de responder por reparação por danos morais, motivos pelos quais serão tomadas as medidas legais pertinentes.”

Justiça determina que filho caçula de Lula não se aproxime de ex-mulher e deixe apartamento do casal

O filho do presidente Lula, Luís Cláudio Lula da Silva, foi obrigado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) a manter distância de sua ex-esposa e a desocupar o apartamento em que residiam juntos. As ações protetivas foram estabelecidas em resposta a um pedido da médica Natália Schincariol, que alega ser vítima de violência doméstica por parte de Luís Cláudio. Ela registrou um boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher da Polícia Civil de São Paulo nesta terça-feira, alegando sofrer abusos desde janeiro. Ele rejeita a acusação e afirma que tomará as ações apropriadas.

A defesa de Luís Cláudio declarou em nota que as afirmações de Natália são “inverídicas” e podem ser “enquadráveis nos tipos de delitos de calúnia, injúria e difamação, além de responder por danos morais”.

Na sentença que concedeu as medidas de proteção, a juíza declarou que, após uma análise superficial dos documentos do caso, o depoimento de Natália é “coerente e verossímil”. “Diante de possível situação de vulnerabilidade da mulher, verifico a presença dos requisitos legais para concessão das medidas protetivas”, acrescentou a magistrada na decisão.

A magistrada também ordenou que Luís Cláudio não visite os locais de trabalho, estudos e de culto religioso de Natália e que não tente contactá-la. Ele terá permissão para retirar documentos pessoais e bens de uso pessoal do apartamento que compartilhavam, desde que esteja acompanhado por um oficial de justiça ou por um terceiro que ele mesmo indicar e sob a supervisão da ex-esposa.

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo