NotíciasPolítica

Ex-tesoureiro do PT vira réu por corrupção e lavagem de dinheiro

João Vaccari Neto é acusado de desviar mais de R$ 3 milhões de contratos de serviços em navios plataforma da Petrobras

João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do Partido dos Trabalhadores (PT), duas mulheres que prestavam apoio à sigla e dois executivos da Doris Engenharia viraram réus por corrupção e lavagem de dinheiro em um processo oriundo da Operação Lava Jato.

A denúncia do Ministério Público Federal (MPF) foi aceita em 20 de agosto deste ano, mas a  ação teve o sigilo retirado apenas nesta quinta-feira, 26. O processo tramita na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, comandada pelo juiz Luiz Antônio Bonat.

Segundo os procuradores, Vaccari e os demais são acusados de desviar cerca de R$ 3 milhões de contratos de serviços de engenharia em navios plataforma da Petrobras. O pedido do MPF inclui multa pelos valores desviados e por danos causados à Petrobras; além disso, solicita o bloqueio de bens de R$ 7,3 milhões.

De acordo com a denúncia, os executivos da empresa usaram um operador financeiro para pagar propinas a Pedro Barusco, ex-gerente-executivo da Petrobras, em troca da obtenção de contratos de prestação de serviços de engenharia de oito navios plataforma da estatal.

Além do então gerente da estatal, Vaccari e o próprio operador financeiro, Zwi Skornicki, também foram destinatários da propina.

Com informações do portal G1

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.