Notícias

Esquerda decide usar verde e amarelo e cantar o Hino Nacional em protestos contra Jair Bolsonaro

Organizadores sustentam que querem resgatar símbolos usados em ‘manifestações fascistas’

Na noite da segunda-feira 27, dirigentes do PT, do Psol, do PCdoB, do PSB, do PDT, do PV, do Cidadania, do Solidariedade e da Rede, além de lideranças sindicais, decidiram usar as cores verde e amarelo nos atos de 2 de outubro contra o presidente Jair Bolsonaro. Os movimentos de esquerda vão ainda cantar o hino do Brasil nos protestos, informou nesta terça-feira, 28, o jornal Folha de S.Paulo, que participou da reunião entre as siglas.

“A ideia é que o hino e a bandeira do Brasil sejam resgatados pelo campo republicano”, disse Fernando Guimarães, sociológico e coordenador do movimento Direitos Já. “Não faz sentido permitir que sejam apropriados pelas manifestações fascistas.” Tradicionalmente, a esquerda usa o vermelho nos atos que promove, aludindo ao comunismo e ao socialismo. Os organizadores querem que as concentrações ocorram na Avenida Paulista.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.