Notícias

Crueldade: Jovem de 22 anos é queimada viva após família não conseguir valor cobrado por sequestro

Jovem de 22 anos é encontrada em chamas à margem da BR-040 em uma tragédia na região metropolitana de Belo Horizonte

Aconteceu um crime trágico na última segunda-feira à noite (19), quando uma jovem de 22 anos foi encontrada em chamas à beira da BR-040, em Pedro Leopoldo, na região metropolitana de Belo Horizonte. A vítima, identificada como Layse Stephanie Gonzaga Ramalho da Silva, foi descoberta por um caminhoneiro que estava passando pelo local, que imediatamente chamou a Polícia Militar ao notar que ela tinha sido sequestrada.

A mulher de 34 anos e o homem de 36 foram presos por volta das 22h, graças à rápida ação das autoridades. A Polícia Militar rastreou os suspeitos usando uma chave Pix fornecida pelo casal à família que recebeu um pedido de resgate. Com esta chave, os policiais foram capazes de identificar o proprietário da conta e a placa do carro usado pelo casal. O casal foi encontrado e preso em flagrante durante as buscas em Venda Nova, uma região ao norte de Belo Horizonte.

O sargento Ismar Governo Campos de Amorim, do GER (Grupamento Especializado em Recobrimento) da Polícia Militar, que estava encarregado de localizar os suspeitos, informou que os dois exigiram um resgate de R$ 30 mil da família da moça. Após o não pagamento do valor, optaram por perpetrar o horrendo crime, resultando em queimaduras em 80% do corpo da vítima. De acordo com o policial, havia gravações do pedido de resgate e vídeos no telefone da mãe da moça. A dupla porém, negou qualquer participação nos crimes, argumentando que estavam apenas tentando ajudar a moça a se esquivar de traficantes.

A jovem desapareceu desde o domingo de Carnaval (11), com os primeiros pedidos de resgate surgindo apenas uma semana depois, em 18 de fevereiro. Infelizmente, apesar de ser levada em estado crítico para o Hospital de Pronto-Socorro João 23, na cidade mineira, a vítima não sobreviveu aos seus ferimentos e passou. A Polícia Civil está atualmente investigando o caso, realizando as primeiras coletas de informações e evidências no local onde a mulher foi encontrada em chamas. Seu corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Que DEMÔNIOS desgraçados… têm que apodrecer na cadeia…tadinha, imagina o horror q ela passou!?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo