Notícias

Cantor é notificado pelo Ministério Público por suposta fala homofóbica no Carnaval

Cantor se defende de acusações de preconceito contra comunidade LGBT+

Neste domingo, 11, a banda Oh Polêmico e o seu vocalista, Deivisson Nascimento, foram notificados pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Espera-se o esclarecimento de um comentário, supostamente homofóbico, feito pelo cantor durante um desfile em um trio elétrico na sexta-feira 9, conforme relatado pelo portal g1.

O incidente aconteceu no circuito Dodô, no coração da capital da Bahia. Em um dado instante, o artista exclama: “Segura, segura, segura. Um monte de homem se beijando”. Logo após, ele acrescenta: “Vai curtir o bloco, cheio de mulher aqui”.

As imagens se espalharam rapidamente nas redes sociais, gerando várias críticas ao músico. Ele usou as mesmas plataformas de mídia social para se desculpar e negar acusações de homofobia. Devisson se identificou como um defensor da comunidade LGBTQIA+ e assegurou que utilizou um jargão popular nas comunidades para relatar incidentes de violência durante a jornada.

Cantor negou as acusações

Deivisson declarou que a expressão foi proferida devido a brigas, sem haver sequer indivíduos se beijando. A plataforma social do grupo musical ressalta em comunicado que o cantor é um “aliado” da causa LGBTQIA+.

“Ser um aliado da comunidade LGBTQIA+ é uma forma importante de apoiar a luta por direitos e garantir que todas as pessoas sejam tratadas com respeito e dignidade, independentemente da sua identidade de gênero e/ou orientação sexual.”

Segundo o g1, não é obrigatório que ele se apresente na sede do MP-BA. O artista deve fornecer uma explicação por escrito.

Tentativas de contato foram feitas pelo portal com a equipe do artista para confirmar se a notificação será cumprida dentro do prazo estipulado. No entanto, até o encerramento da matéria, as ligações da reportagem não foram atendidas pela equipe dele.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Agora incitação à “heteronormalidade” é crime. Acabei de inventar o termo, e acho que também vou ser processada!😌😕

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo