Notícias

Bolsonaro responde à invasão do MTST: “Boulos, fique em casa”

Movimento liderado por Guilherme Boulos invadiu a Bolsa de Valores de São Paulo nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira (23), durante sua tradicional live pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro criticou o protesto do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), liderado por Guilherme Boulos (PSOL). Integrantes do movimento invadiram a Bolsa de Valores de São Paulo nesta quinta-feira (23), em um ato contra “o desemprego, a inflação e a fome”.

O chefe o Executivo se dirigiu a Boulos, citando a política do “fique em casa” como possível causa do problemas econômicos abordados pelo grupo.

– Prezado Boulos, fique em casa que a economia a gente vê depois – disparou o presidente.

– Boulos disse que o protesto é contra a fome e o desemprego. Então vamos deixar claro aqui: fome e desemprego. Desemprego: o que você fez, o teu partido e a esquerda, como um todo, [fizeram] para que pessoas não perdessem a renda em 2020? – questionou Bolsonaro, que também indicou contradição no movimento da esquerda contra o capitalismo.

– Já ouvi muita gente do mercado contra mim, favorável à esquerda… Tiveram um pequeno exemplo agora da esquerda, que não voltou ao poder. Mas como adoram a iniciativa privada – ironizou.

Boulos, por sua vez, respondeu ao presidente pelas redes sociais, chamando-o de genocida.

– Bolsonaro acabou de me atacar em sua Live semanal pela manifestação do MTST na Bovespa. Ser xingado por um genocida é, para mim, um elogio. Xinga mais, Bolsonaro. Aproveita enquanto você ainda pode fazer isso fora da cadeia! – escreveu o pré-candidato ao governo de São Paulo em 2022.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.