NotíciasSaúde

Bolsonaro defende liberdade: ‘Passaporte da Covid é um crime’

Presidente deu declarações nesta quinta-feira

Nesta quinta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro criticou a exigência de comprovante de vacinação contra a Covid-19. Ele deu declarações durante a cerimônia de assinatura de autorizações ferroviárias, no Palácio do Planalto.

O chefe do Executivo classificou como “crime” a criação de um passaporte da Covid. Segundo ele, “querem instituir regras por decretos estaduais passando por cima da Constituição”.

Em seu discurso, Bolsonaro também defendeu a liberdade.

– Liberdade acima de tudo. Quererem criar um passaporte da Covid, isso é um crime. Querer impor regras por decretos estaduais ou municipais, violando o artigo 5º da Constituição, isso é um crime – declarou.

A medida relacionada ao imunizante já foi adotada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). No estado, as pessoas precisarão comprovar que tomaram pelo menos uma dose da vacina contra o novo coronavírus para frequentar eventos com mais de 500 pessoas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.