Notícias

Allan pretende processar Moraes por ‘revelar’ fonte no STF

Jornalista disse que “violar o direito ao sigilo de fonte é abominável”

Após a revelação de que uma ex-estagiária do ministro Ricardo Lewandowski seria uma fonte, no Supremo Tribunal Federal (STF), de Allan dos Santos, o jornalista decidiu tomar uma atitude. Em suas redes sociais, Allan revelou que pretende denunciar o ministro em organizações internacionais.

Uma reportagem do jornal Folha de São Paulo, publicada nesta quarta-feira (6), traz uma suposta troca de mensagens que mostraria Allan pedindo a Tatiana Garcia Bressan que atuasse como sua informante na Corte. Ela estagiou no gabinete de Lewandowski entre 19 de julho de 2017 e 20 de janeiro de 2019. As mensagens foram obtidas pela Polícia Federal (PF).

A primeira conversa entre os dois teria começado a partir de um contato feito por Tatiana. De acordo com a Folha, ela teria demonstrando interesse em trabalhar na equipe da deputada Bia Kicis (PSL-DF) e disse que estava no gabinete de Lewandowski.

Após a publicação da reportagem pelo jornal, Allan disse que é inaceitável “violar o direito ao sigilo de fonte”.

– Como jornalista membro da Associação Internacional de Profissionais de Privacidade (IAPP) e da Society of Professional Journalists, denunciarei Alexandre de Moraes na Organização Internacional de Jornalistas e na Federação Internacional de Jornalistas. Violar o DIREITO AO SIGILO DE FONTE é abominável, independente do espectro político. Isso é INACEITÁVEL – escreveu.

Allan ainda disse que Moraes “viola” diversos artigos da Constituição.

– Artigo 220 da Constituição do Brasil: “A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, não sofrerão qualquer restrição.” Alexandre VIOLA inúmeros artigos da Constituição – completou.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.