Além de Moraes, EUA acionam presidente do STF, presidente do TSE, Lira e Pacheco

Presidente do Comitê Global de Direitos Humanos americano questiona autoridades sobre violações de Direitos Humanos no Brasil.
Moraes Moraes
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Presidente do Comitê Global de Direitos Humanos americano questiona autoridades sobre violações de Direitos Humanos no Brasil.

Nesta sexta-feira (21), Chris Smith, que preside o Comitê Global de Direitos Humanos na Câmara dos Estados Unidos, enviou uma notificação para Alexandre de Moraes, ministro, Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, e Rodrigo Pacheco, presidente do Senado. A notificação trata de alegações de violações de direitos humanos e perseguição política no Brasil.

Smith definiu uma semana como o limite para Moraes responder às questões apresentadas. No total, ele destacou 7 pontos. A agilidade na resposta também ajudará a avaliar as medidas que o governo brasileiro está tomando para lidar com as alegações.

No documento, Smith fez um alerta sobre possíveis provisões para a aplicação de sanções contra o Brasil em face das acusações. Tais sanções, que incluem medidas punitivas, poderiam ser implementadas e potencialmente impactar a relação bilateral entre as duas nações.

Smith destaca entre as acusações a suposta perseguição política aos opositores de Luiz Inácio da Silva (PT) e da administração de extrema esquerda lulopetista. Essa alegação sugere um potencial uso do sistema judiciário para objetivos políticos.


1 comments
  1. Na FÁBULA Brasil, já dizia o sapo Mor, “nós somos supremos”, portanto ninguém acima no organograma.
    Toda colonia tem dono, basta se manisfestar. Fora comunistas, Mitto/2026.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *