NotíciasPolítica

Agentes da Força Nacional são roubados por traficantes no Rio de Janeiro

Agentes da Força Nacional entraram no Complexo do Chapadão, no Rio de Janeiro.

Agentes da Força Nacional, vinculados às polícias de Alagoas e do Acre, ingressaram inadvertidamente no Complexo do Chapadão, em Costa Barros, Zona Norte do Rio, na tarde desta terça-feira (28). Utilizando uma viatura descaracterizada e seguindo orientações de um aplicativo de navegação, os policiais entraram na rua Fernando Lobo, conforme informado pela TV Globo.

Identificados por criminosos locais, os agentes tiveram suas armas roubadas, sendo duas pistolas calibre 9mm levadas pelos bandidos, de acordo com informações da Polícia Militar.

Segundo relato dos agentes, eles estavam abastecendo uma viatura em um posto de gasolina na Via Dutra e, ao saírem do local, buscaram retornar à sua base no Campo dos Afonsos, Zona Oeste. Contudo, o aplicativo de navegação indicava uma rota que atravessava a rua Fernando Lobo, entrada da comunidade sob controle do tráfico.

Abordados na rua mencionada, os policiais tiveram suas armas roubadas e foram posteriormente liberadas. Ao ter conhecimento do roubo, a Polícia Militar do Rio de Janeiro iniciou uma operação no Complexo do Chapadão para recuperar as armas.

A Força Nacional está em operação no Rio de Janeiro desde outubro, seguindo determinação do Ministério da Justiça, com um contingente de 300 homens e mulheres e cerca de 80 viaturas. A presença da Força Nacional foi autorizada após pedido de apoio do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL), em meio ao aumento da violência no estado.

A orientação é para que a Força Nacional atue em operações nas rodovias, sob a forma progressiva da Polícia Rodoviária Federal, impeça a entrada de armas e drogas. Além disso, o Rio de Janeiro conta com uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) das Forças Armadas, com o objetivo de auxiliar o estado no combate à crise na segurança pública. O decreto presidencial aprovado em novembro estabelece que a GLO permanecerá em vigor até maio de 2024, durante o período em que as Forças Armadas atuarão de forma coordenada com órgãos como a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal e a Força Nacional.

Artigos relacionados

4 Comentários

  1. Que absurda vergonha para os dirigentes comunistas! Principalmente para o parasita mor ministro da justiça! Essa fita “força nacional” está fazenda os piores horrores no Pará! Matando pequenos agricultores e tomando suas terras a mando desse desgraçado dinossauro com autorizo desses urubus do STF! A mídia podre não dá um pio! Se a população não se revoltar logo, nós transformarão em escravos adoradores do comunismo na marra! Estaremos de pires na mão sob a chibata desses malditos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo