Justiça

Advogado de Adélio é alvo de ação da PF por elo com o PCC

Agentes cumpriram mandados e bloquearam recursos do homem

Nesta terça-feira, 11, a Polícia Federal (PF) realizou operações de busca e apreensão contra um dos advogados de Adélio Bispo, ligado ao Primeiro Comando da Capital (PCC). A PF informou que a Justiça também bloqueou R$ 200 milhões pertencentes ao advogado. As informações foram compartilhadas pelo diretor-geral da PF, Andrei Rodrigues, em uma conversa com a imprensa.

O autor da facada no então candidato Jair Bolsonaro, em 2018, é conhecido como Bispo, que também é notório por sua militância no Psol, entre 2007 e 2014.

No dia do crime, constava um registro de visita de Bispo na Câmara dos Deputados. Depois do ocorrido, a Polícia Legislativa determinou que o nome do indivíduo havia sido incluído por “erro”.

Sobre o crime, a corporação ponderou: “A PF concluiu que houve apenas um responsável pelo ataque a Bolsonaro, já condenado e preso”.

Atentado de Adélio Bispo contra Bolsonaro

No dia 6 de setembro de 2018, durante um evento de campanha em Juiz de Fora (MG), Bolsonaro foi atacado com uma faca por Bispo. Bispo admitiu à polícia que foi o autor do crime. Naquele momento, a liderança nacional do Psol expressou sua condenação ao ataque a Bolsonaro. As informações são da Revista Oeste.

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Radios e Tvs de universidades, mais uma cabide de empregos que vai gerar uma conta imensa para o contribuinte pagar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo