JustiçaNotíciasPolítica

Advogada de Bolsonaro deve buscar reparação na Justiça contra integrantes da CPI da Covid

Em depoimento na semana passada, ex-secretário da Anvisa citou o nome de Karina Kufa

Karina Kufa, advogada do presidente Jair Bolsonaro, criticou nesta segunda-feira, 30, citações a ela durante sessão da CPI da Covid e afirmou que, no momento oportuno, buscará reparação na Justiça “contra todos aqueles que, de má-fé, propagam insinuações maliciosas e produzem fake news” para manchar o seu nome.

Em depoimento na semana passada, José Ricardo Santana, ex-secretário-executivo da Anvisa, afirmou que Kufa teria sido a anfitriã de um jantar onde estariam dois supostos lobistas que atuaram pela Precisa Medicamentos no caso da vacina indiana Covaxin.

“Fazer churrasco não é crime. Conhecer pessoas não é crime. O anfitrião não está obrigatoriamente vinculado aos atos, anteriores ou posteriores, dos convidados”, afirmou a advogada em nota.

Em outro trecho, ela afirma: “integrantes da CPI tentaram vincular meu nome de forma irresponsável às supostas irregularidades na compra de vacinas pelo Ministério da Saúde”.

Karina Kufa também disse que o envolvimento do seu nome lhe parece “uma manobra da oposição para desgastar o presidente da República”. “Sem elementos concretos para enquadrar o chefe do Executivo, partiram para o ataque sem reservas contra mim e contra outras pessoas próximas a ele”, escreveu.

A advogada ainda pontuou que não tem qualquer vínculo com a compra ou venda de vacinas e testes para covid-19, não advoga para nenhuma empresa contratada na pandemia e não conhece os representantes da Precisa Medicamentos.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock Detectado

Por Favor, ajude-nos a manter esse site no ar. Retire o bloqueador de anúncios.