JustiçaNotíciasPolítica

A pedido de Dino, PF investiga deputado que chamou Lula de corrupto

Delegado acusa parlamentar Gilvan da Federal de atentar contra a honra de petista com insultos

Segundo notícias divulgadas no site Metrópoles na terça-feira, dia 19, a Polícia Federal (PF) iniciou uma investigação para determinar se o deputado federal Gilvan da Federal (PL-ES) agiu de forma criminosa ao rotular o presidente Luiz Inácio da Silva como “ladrão” e “corrupto”. O pedido foi feito por Flávio Dino, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), durante seu tempo como ministro da Justiça.

As afirmações de Gilvan foram feitas em julho de 2023, durante sua participação em um evento do Movimento Pró-Armas em Brasília. No Supremo Tribunal Federal, o inquérito é relatado pelo ministro Luiz Fux.

No despacho que justificava o início da investigação, o delegado encarregado do caso defendeu que o legislador teve a intenção de “ofender a honra” de Lula ao se referir a ele como “ex-presidiário”, “ladrão” e “corrupto”.

O delegado também argumentou que, na mesma fala, Gilvan da Federal mencionou as sentenças de condenação do petista por lavagem de dinheiro e supostamente “mandou recado” para o então ministro da Justiça, sugerindo que Dino pegasse sua arma se ele “fosse homem”.

O deputado deve prestar depoimento à PF nesta quarta-feira, 20.

Artigos relacionados

3 Comentários

  1. Investigar para que….o larápio já foi condenado e já puxou cadeia por isto….falta oque mais. Certidão de bons antecedentes…. então puxa a capivara do Larápio…

  2. Tá mais que provado que o luladrão é ladrão! Ele mesmo disse que tem em sua conta particular (muito provavelmente no banco do Vaticano) 370 bilhões de dólares. Como um analfabeto torneiro mecânico pode amealhar uma fortuna dessas trabalhando? É ladrão sim!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo